Tipos de lajes mais usadas em residências

Uma das principais dúvidas no momento de construção de uma residência é na parte estrutural. Muitos engenheiros ficam em dúvida de qual método usar para aquela construção e acabam errando na escolha. Pensando nisso, separamos hoje um resumo sobre as principais lajes usadas em projetos de residências no Brasil.

 

Laje Maciça

 

A laje maciça, ou moldada in loco, é construída na obra a partir de uma fôrma de madeira, na qual é despejado o concreto. Antes da concretagem dela é montada a armadura que garante maior resistência ao sistema e todos conduites do sistema elétrico. Após a secagem do concreto, está pronta a laje.

Esta é o tipos de laje que é mais usado em obras residenciais no país.

 Laje Maciça

 

Entre as principais vantagens podemos citar a menor suscetibilidade a fissuras e trincas (depois de seco, o concreto torna-se um monobloco que dilata e contrai de maneira uniforme). Porém como desvantagens, temos o maior gasto de madeira para a base e escoramento e ela costuma ser mais pesada.

 

Lajes pré-moldadas


As pré-moldadas ou pré-fabricadas são as lajes que já chegam prontas ou semi-prontas na obra. São compostas por placas ou painéis de concreto preenchidos com materiais diversos a fim de formar um conjunto resistente.

Temos diversos tipos de lajes pré-moldadas no mercado, os principais são:

Lajes treliçadas com lajotas cerâmicas – são as mais baratas para vencer pequenos vãos. É composta por pequenas vigotas de concreto com uma armadura superior em forma de treliça e o espaço entre elas é preenchido com lajotas cerâmicas. Após a montagem, preenche a estrutura com concreto e o conjunto adquire resistência.

É o sistema pré-moldado mais usado atualmente em pequenas residências. Deve-se tomar cuidado com as lajotas, pois elas são frágeis e podem quebrar durante o transporte, a montagem e a concretagem.

Lajes treliçadas com lajotas cerâmicas

 

Lajes treliçadas com isopor – tem a mesma ideia do tipo anterior, mas o espaço entre as vigotas de concreto é preenchido com blocos de isopor. Tem como vantagem ser muito leve, de fácil montagem e a instalação de canos e conduítes é muito simples.

Entretanto não se pode fazer furos na parte inferior dessas lajes, além disso, para que o acabamento tradicional de chapisco e reboco possa aderir no isopor é necessária a aplicação de cola especial.

Lajes treliçadas com isopor

 

Lajes de painéis treliçados – são compostas por painéis de concreto que, na montagem, ficam encostados uns nos outros, compondo a própria fôrma para o concreto. Esse sistema permite que vãos maiores sejam vencidos.

Além disso, pela resistência inicial dos painéis, uma quantidade menor de madeira é necessária para o escoramento. Não é necessário nenhum acabamento por baixo da laje, que já pode ficar aparente pelo bom acabamento dos painéis.

Ela é mais cara do que as lajes com lajotas cerâmicas, mas apresentam uma qualidade muito superior.

Lajes de painéis treliçados

 

Existem outros tipos também menos utilizados em obras residenciais, como por exemplo a steel deck, lajes alveolares, entre outros. Esperamos ter ajudado a tirar as suas dúvidas em relação as principais lajes usadas em construções de residências. Gostou dessa reportagem? Deixe seu comentário.

 

Eng. Antônio Augusto Sousa Siqueira
Engenheiro Civil
LinkedIn | antonioaugustoss@hotmail.com

l Compartilhar no Facebook
Please reload

Posts Recentes

October 22, 2019

Please reload

Parceiros
DIVULGUE
SUA
MARCA
Insvista na sua marca!
Entre em contato
Arquivo
Please reload

  • https://www.facebook.com/wix
  • Facebook Metallic

© 2016 BLOG ENGENHARIA MODERNA  l  Todos direitos reservados.

Parceiros: