Concretagem em altas temperaturas

Como sabemos o concreto é sensível ao calor porque o calor acelera o tempo da cura, do endurecimento e a evaporação da água. Existe diversas maneiras de se trabalhar com o concreto na extensão do território brasileiro, a sua grande variação de clima é determinante em cada ponto específico no território, de norte a sul são comercializados diversos tipos de concreto, são eles: CP I; CP II; CP III; CP VI e CP V.

Contudo não necessariamente todos os tipos de concreto são utilizados em uma mesma região devido ao clima sendo quente ou frio, a variação do mesmo faz com que técnicos estudem a viabilidade da obra antes de começar os trabalhos, uma vez executado de modo errado, trás consigo transtornos financeiros e perigo á vida de quem trabalha no local.

A evaporação produz uma retração acelerada, aumentando o perigo de fissuramento e diminuindo a resistência. Por isso é muito importante que trabalhemos com o cobrimento do concreto até a sua secagem em tempo determinado e não antes para que a evaporação seja controlada e o concreto não sofra futuramente com fissuramentos.

 

Cura do Concreto em Altas Temperaturas

 

O tempo de cura do concreto é determinante para que o mesmo ganhe resistência a qual foi previsto. Geralmente é usual jogar água no concreto durante 5 dias consecutivos no mínimo para se ter a cura e o concreto comece a ganhar resistência. Existem vários produtos no mercado que facilitam o trabalho de cura do concreto, como exemplo podemos citar a película impermeável à evaporação, tal película desaparece lentamente em torno de 14 a 28 dias, um outro produto utilizado é a folha de Polietileno para cobrir o concreto, ela é desenrolada sobre a superfície e ajuda o concreto não perder água.

A sensibilidade do concreto ao calor pode ser utilizada como um meio de acelerar o seu endurecimento e assim conseguir alcançar resistências elevadas em menos tempo.

Durante a cura aquecida é necessário evitar a perda de água, que viria paralisar o processo de hidratação do cimento. Tal fato condiciona os métodos ou processos de cura: cura no vapor, na água e aquecimento em ambiente estanque.

Exemplo: No caso de concreto preparado com cimento Portlad comum, para que seja obtida resistência igual a que o concreto apresentaria aos quatro dias com cura normal a 20°C é necessário que se manterá a pesa na seguintes temperaturas:

  • Na temperatura de 80°C sua cura será em 4hs;

  • Na temperatura de 70°C sua cura será em 6hs; 

  • Na temperatura de 60°C sua cura será em 9hs;

  • Na temperatura de 50°C sua cura será em 12hs.

Imagem: Fonte A. M. Neville, 2016

 

A estes valores deve-se ainda acrescentar tempo igual à metade do gasto para evaporação da temperatura, na eventualidade do concreto não ter sido preparado já quente.

Obs: No caso de cura a vapor, é indispensável evitar a condensação da água sobre as superfícies, que algumas vezes pode acarretar a sua deterioração.

É conveniente que se tenha em mente que durante a pega e o endurecimento do concreto há um desenvolvimento de calor causado pela reação química do cimento (reação exotérmica). Colocando-se o concreto em uma garrafa térmica, verifica-se que ao fim de poucas horas sura temperatura atinge 50º o 60° C. Quando o concreto é preparado frio, este efeito é retardado. Para que a temperatura se eleve são necessárias 5 a 7 horas.

No caso de se curar o concreto, é então conveniente pré-aquecer o concreto entre 30 a 50° C antes de ser colocado no molde. O molde deve ser convenientemente isolado, de modo que o calor não possa ser dispersado e a temperatura seja mantida superior a 60° C.

 

Harion Michel Perrone

Estudante de Engenharia Civil   |   LinkedIn

 

 

 

Fonte

 

COMPARTILHANDO CONHECIMENTO, Blog Aldo Werle [2017]. Disponível em:<http://aldowerle.blogspot.com.br/2017/03/retracao-no-concreto-cura-umida-como.html>. Acessado em 11 de Julho de 2017.

PATOLOGIAS DAS EDIFICAÇÕES, Blog Blogger [2009]. Disponível em:< http://patologiascstgocc8700.blogspot.com.br/2009_08_01_archive.html>. Acessado em 11 de Julho de 2017.

CONCRETAGEM EM TEMPO QUENTE, Massa Cinzenta [2013]. Disponível em:<http://www.cimentoitambe.com.br/concretagem-em-tempo-quente/>. Acessado em 11 de Julho de 2017.

l Compartilhar no Facebook
Please reload

Posts Recentes

October 22, 2019

Please reload

Parceiros
DIVULGUE
SUA
MARCA
Insvista na sua marca!
Entre em contato
Arquivo
Please reload

  • https://www.facebook.com/wix
  • Facebook Metallic

© 2016 BLOG ENGENHARIA MODERNA  l  Todos direitos reservados.

Parceiros: